Leo Dias e qualquer pessoa que insinuar que Gugu Liberato era homossexual serão processados pela viúva do apresentador, Rose Miriam Di Matteo, que se pronunciou pela primeira vez sobre as acusações.

Segundo informações do jornal Folha de S. Paulo, a mãe dos filhos do loiro acusou o colunista da RedeTV! de tentar manchar a honra do colega, deixando claro que ele será processado e intimado nos próximos dias.

À frente do TV Fama e de uma coluna de celebridades, Leo Dias expôs, durante um programa da Rádio Metrópoles, no Distrito Federal, que Liberato mantinha um caso amoroso com um chef de cozinha.

Ele chegou a divulgar fotos dos dois juntos e as imagens repercutiram. O advogado Nelson Wilians, que representa Rose, porém, declarou que as declarações não passarão impunes.

Segundo ele, a reportagem tinha como objetivo “manchar a honra do falecido artista”. Vale lembrar que a revelação veio à tona justamente no período que Rose Miriam enfrenta a mãe de Gugu na Justiça.

As duas, juntamente com os irmãos do apresentador, disputam a herança bilionária que ele deixou e estão em pé de guerra. A Justiça, inclusive, determinou uma redução da pensão da suposta esposa.

Ela recebia em torno de R$ 100 mil por mês, mas passou a receber R$ 42 mil, após a decisão que ainda cabe recurso. Em entrevista ao Fantástico, a mãe de Gugu, dona Maria do Céu, acusou a ex-nora.

“Nunca vou perdoar a Rose por ter mentido para mim, dizendo que iria fazer um retiro religioso enquanto largou meus netos sozinhos nos Estados Unidos para vir ao Brasil armar essa briga na Justiça”, declarou.


Fonte:Redação Manchete Net/RD1