Você deve orar?


Alguns se perguntam: ‘Se Deus sabe de tudo, até mesmo dos meus pensamentos e necessidades, para que orar?’ Essa é uma pergunta interessante. Afinal, Jesus disse que Deus ‘sabe do que necessitamos antes de lhe pedirmos’. (Mateus 6:8) O Rei Davi, do Israel antigo, sabia disso e escreveu: “Não há palavra na minha língua, mas eis que tu, ó Jeová, já sabes de tudo.” (Salmo 139:4) Então, por que precisamos orar a Deus? Para responder isso, vamos ver o que a Bíblia diz sobre a oração. 


“Chegai-vos a Deus, e ele se chegará a vós.” — Tiago 4:8


A ORAÇÃO NOS APROXIMA DE DEUS

Como vimos, a Bíblia diz que Jeová * sabe de todas as coisas. (Salmo 139:6; Romanos 11:33) Sua memória é ilimitada. Mas diferentemente de um computador que só armazena dados, Deus não quer apenas conhecer fatos sobre nós. Ele está muito interessado em nossos pensamentos porque quer que nos acheguemos a ele. (Salmo 139:23, 24; Tiago 4:8) É por isso que Jesus incentivou seus seguidores a orar apesar de seu Pai conhecer bem nossas necessidades. (Mateus 6:6-8) Quanto mais conversamos com nosso Criador, mais nos aproximamos dele.

Às vezes, não sabemos exatamente o que pedir a Deus. Ainda assim, ele é capaz de nos atender porque sabe o que está por trás de nossos sentimentos e conhece perfeitamente nossas circunstâncias. (Romanos 8:26, 27; Efésios 3:20) Quando percebemos que Deus nos ajuda, mesmo que de modo não tão evidente, nos sentimos mais próximos dele.

DEUS RESPONDE TODAS AS ORAÇÕES?

A Bíblia nos garante que o Deus Todo-Poderoso responde as orações de seus servos fiéis, mas ela também explica por que ele não escuta algumas orações. Por exemplo, numa época em que havia muita violência no Israel antigo, Deus orientou o profeta Isaías a dizer ao povo: “Embora façais muitas orações, não escuto; as vossas próprias mãos se encheram de derramamento de sangue.” (Isaías 1:15) Fica claro que aqueles que desobedecem as leis de Deus ou oram por motivos errados não podem esperar que ele os ouça. — Provérbios 28:9; Tiago 4:3.

Por outro lado, a Bíblia diz: “Não importa o que peçamos segundo a sua vontade, ele nos ouve.” (1 João 5:14) Significa isso que Deus atende a todos os pedidos de seus adoradores? Não necessariamente. Veja o caso do apóstolo Paulo, que suplicou três vezes a Deus que removesse “um espinho na carne”. (2 Coríntios 12:7, 8) É possível que Paulo sofresse de um problema crônico na vista. Isso deve ter sido frustrante para ele. Paulo havia recebido o dom de curar e tinha até mesmo realizado uma ressurreição, mas teve de se conformar com sua própria doença. (Atos 19:11, 12; 20:9, 10) Mesmo que a resposta de Deus não tenha sido a que ele queria, Paulo a aceitou de bom grado. — 2 Coríntios 12:9, 10.


“Esta é a confiança que temos nele, que, não importa o que peçamos segundo a sua vontade, ele nos ouve.” — 1 João 5:14


É verdade que Deus respondeu de forma milagrosa algumas orações. (2 Reis 20:1-7) Mas, mesmo nos tempos bíblicos, isso não era comum. Alguns servos de Deus ficaram perturbados quando acharam que ele não tinha respondido suas orações. O Rei Davi perguntou: “Até quando te esquecerás de mim, ó Jeová? Para sempre?” (Salmo 13:1) Mas quando se deu conta das inúmeras vezes que Jeová o havia ajudado, Davi confirmou que confiava nele, dizendo na mesma oração: “Quanto a mim, confiei na tua benevolência.” (Salmo 13:5) Assim como Davi, nós devemos persistir em oração até sentir que Deus respondeu nossos pedidos. — Romanos 12:12.

 COMO DEUS RESPONDE AS ORAÇÕES

Deus atende as nossas verdadeiras necessidades.

Pais amorosos nem sempre dão a seus filhos o que eles pedem ou na hora que eles pedem. Da mesma forma, Deus talvez não atenda nossos pedidos da maneira como gostaríamos ou no momento que gostaríamos. Mas podemos ter certeza de que nosso Criador, como um pai amoroso, atenderá nossas verdadeiras necessidades na hora certa e do jeito certo. — Lucas 11:11-13.

Um homem lendo a Bíblia para as respostas que precisa

A resposta de Deus pode vir por meio da Bíblia

A resposta de Deus pode não ser tão evidente.

E se oramos em busca de alívio para algum problema persistente? Devemos concluir que, por não haver uma resposta milagrosa, Jeová não deu resposta nenhuma? Pelo contrário, ele pode ter respondido nossa oração de uma forma que não percebemos. Por exemplo, talvez um amigo amoroso tenha feito algo que nos ajudou bem na hora em que precisávamos. (Provérbios 17:17) Será que não foi Jeová que tocou o coração daquele amigo preocupado para nos ajudar? A resposta de Deus a um pedido de ajuda também pode vir por meio da Bíblia. Ela pode nos dar a necessária sabedoria para enfrentar uma situação desafiadora. — 2 Timóteo 3:16, 17.

Um marido e sua esposa levando flores e um cartão para um amigo doente que está em casa sozinho

Deus pode usar amigos amorosos para nos ajudar bem na hora que precisamos

Em vez de remover nosso problema, Deus muitas vezes nos dá a força necessária para enfrentá-lo. (2 Coríntios 4:7) Por exemplo, certa ocasião Jesus suplicou a seu Pai que removesse uma provação por temer que ela difamasse o nome de Deus. Em vez de removê-la, Jeová enviou um anjo para fortalecer seu Filho. (Lucas 22:42, 43) Do mesmo modo, Deus pode usar um amigo achegado para nos encorajar quando mais precisamos. (Provérbios 12:25) Visto que esse tipo de resposta não é tão evidente, talvez precisemos ficar mais atentos a como Deus responde nossas orações.

A resposta talvez tenha de esperar o tempo certo de Deus.

A Bíblia diz que o Deus Todo-Poderoso mostra favor ao de condição humilde “no tempo devido”. (1 Pedro 5:6) Assim, se achamos que Deus está demorando em nos responder, não devemos pensar que ele não está interessado em nós. Pelo contrário, por saber de tudo, nosso amoroso Criador com certeza avalia nossos pedidos levando em conta o que é melhor para nós.


“Humilhai-vos, portanto, sob a mão poderosa de Deus, para que ele vos enalteça no tempo devido.” — 1 Pedro 5:6


Para ilustrar: Imagine que seu filho lhe peça uma bicicleta. Você não vai atender ao pedido dele automaticamente. Se acha que ele ainda não é responsável o suficiente para andar de bicicleta, você talvez prefira adiar a compra. No entanto, com o passar do tempo você pode lhe dar a bicicleta se tiver certeza de que isso será bom para ele. Da mesma maneira, Deus talvez atenda aos pedidos do nosso coração no tempo certo, se continuarmos orando. — Salmo 37:4.

DEUS REALMENTE ESCUTA

A Bíblia nos incentiva a não perder a confiança na oração. Mas você talvez diga: ‘É mais fácil dizer do que fazer.’ É verdade que, se estamos enfrentando um problema persistente ou algum tipo de injustiça, pode ser difícil esperar pela resposta de Deus. Mas podemos nos lembrar do que Jesus ensinou sobre persistir em oração.

Jesus fez a ilustração de uma viúva pobre que pedia com insistência que um juiz injusto fizesse justiça. (Lucas 18:1-3) De início o juiz se recusou, mas por fim decidiu ajudá-la para que parasse de importuná-lo. (Lucas 18:4, 5) O sentido figurado do termo usado no idioma original dá a entender que o juiz atendeu a viúva só para que ela não “manchasse sua reputação”.* Se até mesmo um juiz injusto preocupado com sua reputação ajudou uma viúva pobre, quanto mais um Deus amoroso ‘causará que se faça justiça àqueles que clamam a ele dia e noite’. — Lucas 18:6-8.


“Persisti em pedir, e dar-se-vos-á.” — Lucas 11:9


É verdade que às vezes podemos nos cansar de pedir ajuda. Mas não devemos desistir. Quando persistimos em oração, mostramos que desejamos a orientação de Deus. Também aprendemos a enxergar as respostas de Deus a nossos pedidos e, em resultado disso, nos achegamos mais a ele. Então, vale a pena orar, pois com certeza Jeová responderá nossas orações se continuarmos a pedir com fé. — Lucas 11:9.

 

 

 

 

Fonte:JW.ORG