Por causa da eleição que vai escolher o novo conselheiro do Tribunal de Contas do Estado do Piauí, o secretário de Transportes do Piauí, Hélio Isaías, deixou a pasta para ocupar sua vaga na Assembleia Legislativa do Piauí e votar no candidato Zé Santana (MDB), que também é deputado.

Hélio é um dos progressistas que permaneceram no governo de Wellington Dias após o rompimento com o agora ministro Ciro Nogueira e o ‘pedido de demissão’ sinalizou um rompimento também com o governador petista.

Pela vontade de Wellington Dias, todos os deputados que estavam com secretarias deveriam permanecer nas pastas para que os suplentes votassem na candidata do Governo, que é a deputada Flora Izabel (PT).

Mas Hélio resolveu se ‘rebelar’, deixou a secretaria e manifestou voto em Zé Santana, que apesar de ser da base do Governo, também é um dos fortes candidatos para a vaga no TCE-PI.

Hélio revelou os motivos.

“Meu voto pessoal é um voto por gratidão. Eu vou dar meu voto a um amigo que tenho nesta Casa por gratidão. Não tem segredo, meu voto é no deputado Zé Santana. Eu vou votar com ele, é um amigo que tenho nesta Casa. Sou amigo de todos aqui, mas tenho uma gratidão por ele e vou dar meu voto a ele”, disse.

Para não ficar por baixo, o governador nomeou uma substituta interina para a Secretaria de Transportes, Ariane Sidia Benigno Silva Felipe, que acumula a função, já que é secretária de Administração e Previdência.

E para deixar claro que Hélio não deve voltar para a pasta, o governador também exonerou Aurisona Rodrigues Teles Dodth, que era diretora administrativo-financeiro da pasta e cunhada do então secretário.

A um portal de noticias , o governador Wellington Dias disse que foi Hélio quem pediu demissão e que cabe a ele responder se volta.

“Ele pediu demissão e fiz nomeação de interino para não ter descontinuidade no andamento das ações. É uma área com muitas e importantes obras estratégicas para nosso povo”, disse o governador.

 

Fonte: 180graus