Wilson Witzel e o secretário de Saúde, Edmar Santos, ao fundo. Gilvan de Souza/Agência O DIA - Gilvan de Souza

O governador do estado, Wilson Witzel, deve demitir nos próximos dias o secretário de Saúde, Edmar Santos.A informação é da rádio ‘CBN’.

A vitamina C é recomendada para aumentar a imunidade – Pixabay
Entre os favoritos para assumir a pasta está João Gabbardo, ex-secretário executivo do Ministério da Saúde e braço direito do ex-ministro Luiz Henrique Mandetta, demitido do cargo no dia 16 de abril após atritos com o presidente da República Jair Bolsonaro. De acordo com a rádio, Fernando Ferry, diretor do hospital universitário Gaffrée e Guinle, é outro cotado para o cargo.
Já segundo a ‘Rádio Tupi’, o desejo de Witzel é que o próprio Luiz Henrique Mandetta assuma a secretaria. O desejo pela demissão de Edmar Santos foi compartilhado após uma reunião na noite de sábado.
 A pressão acontece dias após a prisão de integrantes da pasta na Operação Mercadores do Caos, que apura irregularidades na compra emergencial de respiradores. Entre os presos está Gabriell Neves, ex-subsecretário de Saúde do estado.
Edmar Santos está à frente da secretaria de Saúde do estado desde o início da gestão de Witzel, em janeiro de 2019. A mudança, caso seja concretizada, acontecerá em um período crítico da pandemia de covid-19 no Rio de Janeiro: o estado tem 21.601 casos confirmados e 2.614 óbitos pela doença.
Fonte:O Dia IG